Doar Sangue



Campanha Nacional de Doação de Sangue
"Doe vida. Doe sangue". Este é o slogan usado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para suas campanhas sobre doação de sangue. A primeira campanha começou durante o Seminário Nacional de Gestão da Política de Sangue e Hemoderivados, em Belo Horizonte (MG), em dezembro de 2000. Quando foram distribuídos um milhão de folhetos e 500 mil cartazes com o slogan da campanha aos hemocentros de todo o País.

As campanhas têm o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de doar sangue de forma fidelizada (pelo menos duas vezes ao ano) e responsável. As ações da área de Sangue, outros Tecidos e Órgãos da Anvisa não se limitam apenas às campanhas de sangue. Para a Agência é importante encontrar pessoas que se tornem doadores permanentes. A Anvisa deseja conseguir a fidelização do doador, ou seja o doador que volta para doar, que doa constantemente.

Assim se atingirá a eficiência e qualidade do sangue doado. Por isso, as campanhas são apenas um dos passos da Anvisa. A doação voluntária de sangue é um objetivo de extrema importância para se alcançar "Sangue com Qualidade".


Para DOAR SANGUE é necessário:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Apresentar documento de identidade original ou fotocópia autenticada ou documento equivalente com foto e filiação;
  • Ter entre 18 e 65 anos;
  • Ter peso mínimo de 50 kg;
  • Ter descansado no mínimo 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Não estar gripado ou com febre;
  • Não estar grávida ou amamentando;
  • Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 6 horas.

NÃO poderá doar:

  • Quem fez tatuagem, piercing ou tratamento com acupuntura nos últimos 12 meses;
  • Portadores de vírus da AIDS, HBV, HCV ou HTLV;
  • Pessoas que já viveram situações sexuais de risco acrescido;
  • Quem possui histórico de doença hematológica, cardíaca, renal, pulmonar, hepática, ato-imune, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramento anormal, convulsão após os dois anos de idade ou epilepsia, sífilis, doença de Chagas ou malária;
  • Usuários de drogas;
  • Medicamentos contra indicados para doação de sangue;
  • Anemia;
  • Mulheres grávidas não poderão doar sangue.

COMO É a doação?

  • Ao chegar, a pessoa é submetida ao teste de Hemoglobina ou micro-hematócrito (para verificar se doador está com anemia), verificação dos sinais vitais (pressão arterial, batimento cardíaco e temperatura);
  • A pessoa passa por uma entrevista;
  • Não havendo problemas, a pessoa estará habilitada à doação;
  • Depois disso, é oferecido um lanche que deve ser tomado no local e, em seguida, o doador é liberado.

Interessante você saber que:

  • A doação não traz risco à saúde;
  • Todo material utilizado é descartável;
  • Mulher em período menstrual pode doar, desde que não esteja sentindo cólicas, dor de cabeça ou com fluxo muito grande;
  • Quem doa sangue uma vez não é obrigado a doar sempre;
  • Intervalo mínimo entre as doações:
    Homens - 60 dias e no máximo 4 vezes ao ano;
    Mulheres - 90 dias e no máximo 3 vezes ao ano.    
Em Baraúna pouco ou nada se fala em tal ato, campanhas como essa deveriam ser difundidas em todas as cidades de nosso Brasil, haja vista sua importância para os que precisam ou que um dia precisarão de uma transfusão de sangue. pensem nisso.

Autor gazetabarauna

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Para Editá-lo no html ok
    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 Pessoas comentaram:

Postagem mais recente Página inicial

Vídeo do dia

RECOMENDO

2leep.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enquanto isso no Ocioso