BRASIL – PARAÍSO DA CORRUPÇÃO, IMPUNIDADE E DESCASO.

O Gazeta Baraúna trás hoje um post interessante encontrado em minhas andanças pela internet, a materia horiginal encontra-se  >AQUI< site VISÃO PANORÂMICA




Qualquer morador de uma grande cidade brasileira sabe muito bem que é a impunidade a principal mola propulsora da violência. A falta de efetivo, de equipamentos, de vontade e até de gestão fazem com que a maioria das polícias brasileiras investiguem e elucidem menos de cinco por cento dos crimes ocorridos. Desse percentual, apenas três por cento ou menos do que isso chega efetivamente a converter-se em condenação. Sendo que a grande maioria dessas condenações é de criminosos confessos ou por crimes de autoria conhecida – ou seja – sem a necessidade de uma investigação profunda.
Aliado a tudo isso há a sempre presente má qualidade das leis brasileiras e o paternalismo do Judiciário e da OAB, para quem criminosos sádicos e contumazes sempre estão à beira da reabilitação. Mesmo que estuprem, matem e seqüestrem a cada vez que são contemplados com um dos inúmeros benefícios que fazem dos criminosos os únicos cidadãos dotados de “direitos humanos” em muitas partes desse nosso país amado.
Como não poderia deixar de ser, os corruptos e espertalhões se aproveitam da mesma leniência legal e funcional para deitar e rolar no serviço público e fazer fortuna em cima da morte de milhões de compatriotas pelo desvio das verbas públicas tão necessárias na saúde, no saneamento e na educação, por exemplo.
Um estudo recente efetuado pelo professor Ivo Gico, da Universidade Católica de Brasília (UCB), revelou que de todos os casos de corrupção investigados e que resultaram em afastamento de funcionários públicos; somente três por cento se converteram em condenação. O que não chega a surpreender quando comparamos com a realidade descrita no início desse artigo.
O que estarrece verdadeiramente é que Ivo Gico revela em seu estudo que a administração pública está voltada para a proteção do corrupto. Assim como há impunidade criminal; o foco da administração pública; as normas legais de investigação e punição; as chefias e praticamente todo o sistema de apuração são voltados para proteger, defender e dificultar a descoberta, captura e punição dos corruptos.
Assim, somente os casos de corrupção gritantes ou com flagrante inequívoco resultam em alguma condenação. Mesmo assim, mediante exaustiva batalha para levar o funcionário corrupto às barras dos tribunais e para a prisão.
Assim, fica muito bem explicado e documentado, o fato do Brasil ser mesmo o paraíso da corrupção e do desmando com a coisa pública. Mandando, ao mesmo tempo, para o espaço o discurso dos governos que teimam em desafiar a realidade ao afirmarem que “combatem a corrupção com ferocidade”. O que ocorre na prática é a proteção do corrupto e o incentivo a delinquência no serviço público.
Estão por aí os “Juízes Lalaus”, os “Sanguessugas”, os “Mensaleiros” e mesmo as formiguinhas que roubam apenas para si. Em comum, tanto o grande e gordo gatuno das altas rodas do poder e o pequeno “Barnabé” de “pé-no-chão” têm a seu favor o beneplácito das autoridades, a proteção do Estado e a certeza de que, no Brasil, o crime compensa com toda certeza.
Pense nisso.

Autor gazetabarauna

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Para Editá-lo no html ok
    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

1 Pessoas comentaram:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vídeo do dia

RECOMENDO

2leep.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enquanto isso no Ocioso