Baraúna breves relatos


TÍTULO II
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença; 

CAPÍTULO V
DA COMUNICAÇÃO SOCIAL
Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.


            Retiro um tempo hoje para escrever um pouco sobre esta cidade na qual resido a um bom tempo, gostaria de ressaltar que todo conteúdo aqui expresso tem como base opinião própria e toda uma vida de analises e observações particulares sobre a mesma, qualquer pessoa que não concordar infelizmente nao poderei fazer muito por ela.
            Baraúna é uma típica cidade do Rio Grande do Norte, situada no Oeste potiguar tendo como município limítrofe principal a cidade de Mossoró, sua historia poupo aos leitores por ser um pouco controversa e já amplamente conhecida.(O que? ainda nao conhece? clique AQUI). desde sua elevação a categoria de município (Lei de nº. 5.107 em 15 de Dezembro de 1981) nossa cidade esteve esquecida e foi por diversas vezes utilizada por politicos desonestos para fins pessoais e ou restritivos a um dado grupo de pessoas.
            No decorrer dos anos Baraúna, passou por diversos processos que serviriam para decidir qual seria nosso futuro econômico e social, passamos por um grande período de produção de fruticulcultura irrigada que nos trouxe em alguns momentos prosperidade econômica sem no entanto atentarmos para perspectivas futuras, esse desenvolvimento acarretou em uma dependência centralizada nessa forma de produção e isso fez com que boa parte dos esforços fossem focados nessa área, não digo aqui que foi de todo mal, porêm acredito que nesse período um maior planejamento em relação a formas de produção seria interessante.
            Os tempos áureos da fruticultura aos poucos vão se apagando, cedendo a vez para um novo empreendimento, segundo expectativas, que fará Baraúna crescer “cinqüenta anos em cinco”. De tudo já se ouviu falar, e muito se espera da instalação da fabrica de cimento em nosso município, e os anseios vão desde simples geração de emprego ate grandes focos de geração de emprego com um forte pólo industrial atraído pelas terras promissoras de Baraúna, isso, constitui-se na verdade como um momento de reflexão no qual iremos analisar historicamente quais os impactos que isso pode causar tanto positivos quanto negativos, bem como verificar a cima de tudo não só os aspectos econômicos como também os sociais. Devemos ressaltar aqui que, um povo sem educação é explorado, sem saúde não pode trabalhar, sem segurança não pode viver e sem habitação não pode descansar para novamente voltar ao trabalho no dia seguinte.

Devemos ressaltar ainda, que tais requisitos são anceios da população e devem aparecer nas vozes de nossos representantes na câmara, que poderiam parar de brigar por interesses proprios e se voltar um pouco mais para seus eleitores, a população de Baraúna deve ficar alerta para isso a fim de melhorar sua maturidade política e sua voz, para poder reivindicar seus direitos e construir de forma coletiva uma Baraúna mais justa e prospera financeira e socialmente.


ATÉ BEM POUCO TEMPO ATRÁS PODERIAMOS MUDAR O MUNDO, QUEM ROUBOU NOSSA CORAGEM?  "Renato Russo"

Autor gazetabarauna

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Para Editá-lo no html ok
    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 Pessoas comentaram:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vídeo do dia

RECOMENDO

2leep.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enquanto isso no Ocioso